Alunos da Escola Firjan SESI realizam projeto na horta para Jornada Pedagógica - Escola Firjan SESI

Blog

Os alunos estudaram sobre os 17 objetivos para o desenvolvimento sustentável

No dia 11 de novembro, turmas do 1º ano do Novo Ensino Médio da Firjan SESI com itinerário de formação técnica em parceria com a Firjan SENAI - Unidade Tijuca, realizaram um projeto na horta escolar, como culminância prática aos estudos sobre segurança alimentar e agricultura sustentável, desde a colheita até chegar ao nosso prato.

No último mês os grupos estudaram através da Jornada Pedagógica, a Agenda 2030, fomentada pela ONU, e seus 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS). Foram diversos encontros com debates e pesquisas minuciosas sobre as demandas de cada ODS.  Como estratégia para a implementar ações que desenvolvam o tema presente no ODS 2 - “Fome zero e Agricultura sustentável: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhoria da nutrição e agricultura sustentável”-, organizamos o dia da colheita na horta escolar. Com a ajuda dos ilustres colaboradores Iran e seu assistente Matheus, responsáveis por toda a área verde do complexo Tijuca, os estudantes do 1º ano do Ensino Médio puderam conhecer na prática, todo o processo de cultivo de temperos e hortaliças. Em seguida colheram as folhagens, se encantaram com seus aromas naturais e partiram para o refeitório para cozinhar. 

O cardápio do dia foi: Salada Tabule com Alface Romana; Pizza Marguerita; Azeite aromatizado com ervas frescas; Suco de Limão com Hortelã e Chá de hortelã. O chá de hortelã foi uma escolha muito importante para representar nossa pesquisa realizada na Jornada Pedagógica sobre saberes populares tradicionais e ervas medicinais. Conheça alguns de seus benefícios: combate má digestão, náusea ou vômito; colesterol alto; dor de cabeça; cólica menstrual; congestão nasal ou pulmonar, principalmente em casos de gripe ou resfriado com tosse; dores abdominais, por ter ação anti-espasmódica e insônia. Ao realizar uma colheita, já devemos nos preparar para a próxima. Pensando nisso, um grupo de alunos preparou, à partir do reaproveitamento de garrafas pet, vasos auto-irrigáveis para a criação de um banco de mudas, com a previsão da colheita em 2022. Segundo a UNESCO:

“Para criar um mundo mais sustentável e para se envolver com questões relacionadas à sustentabilidade, como descrito nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os indivíduos devem se tornar agentes de mudança para a sustentabilidade.

Eles precisam de conhecimentos, habilidades, valores e atitudes que lhes permitam contribuir para o desenvolvimento sustentável. A educação é, portanto, crucial para a consecução do desenvolvimento sustentável e a educação para o desenvolvimento sustentável (EDS) é particularmente necessária porque capacita os educandos a tomar decisões informadas e agir de forma responsável para promover a integridade ambiental, a viabilidade econômica e uma sociedade justa para as gerações presentes e futuras.”